Amortização – Tabela PRICE

Tempo de leitura: 8 min
Avatar of Atendimento ao Cliente

Escrito por Atendimento ao Cliente
em agosto 18, 2021

A tabela Price é utilizada no cálculo de
parcelas e juros de vários tipos de empréstimos como financiamento imobiliário financiamento de veículos empréstimos com lojistas empréstimo consignado Mas como será que esse cálculo é feito?
É o assunto

que vamos conversar esta semana. E mais uma vez lembrando: Esse canal tem legendas para você que não
pode ouvir o áudio desse vídeo por quaisquer motivos. Se desejar basta ativá-las! E se você tem interesse em aprender mais
como nós, seres emocionais dotados de razão lidamos
com dinheiro se inscreve no canal e ative as notificações
para ficar sempre por dentro de nossos conteúdos.
ript>

Vamos explicar o funcionamento da tabela Price,
já que na semana passada a gente falou do funcionamento da tabela SAC, como você pode
ver no vídeo aí em cima. A tabela Price também é conhecida como SAF, Sistema de Amortização Francês e foi inventado lá no século XVIII por Richard Price.

Price também é conhecida por financiamento
com prestações fixas o que nos leva a concluir que a principal característica da tabela
Price é ter as prestações fixas, ou seja, a primeira prestação até a última terão
todos os valores idênticos. E você sabe por que algumas pessoas conseguem
financiar determinado valor somente utilizando a tabela Price ao invés do SAC? Por que algumas pessoas, mesmo querendo escolher
a tabela SAC, não conseguem sendo enquadradas, aí, na utilização da tabela Price? Eu vou explicar o porquê depois de explicar
como funciona o cálculo das parcelas, dos juros e das amortizações no sistema Price. E para isso, vamos utilizar o mesmo exemplo
que a gente utilizou semana passada quando a gente falou da tabela SAC: Um empréstimo de R$ 100.000,00, em 30 anos,
com juros de 10% ao ano. Para a gente fazer o cálculo dessa prestação
fixa a gente vai ter que utilizar uma fórmula um pouquinho chata, confesso. A fórmula é a seguinte pmt = PV (vou explicar tudo),
vezes 1 mais i elevado a n vezes i
dividido por 1 mais i elevado a n menos 1 O que significa isso? Que a prestação (pmt) que a gente está
querendo utilizar, que a gente está querendo achar é igual ao valor do financiamento que a gente
tem, o valor presente (pv), a gente tem presente o valor que a gente pegou
agora: R$ 100.000,00 vezes o resultado dessa conta aqui que é: (1) mais a (taxa) elevado ao número de períodos
a (n) vezes a (taxa) dividido por, a mesma coisa, né? (1) mais a (taxa) elevada ao período menos
(1) E no vídeo da semana passada eu ensinei como
fazer a conversão de taxa anual para taxa mensal. Se você não se lembra, volta lá no vídeo;
se você não sabe, assiste o vídeo lá… Nesse exemplo 10% ao ano, dá 0,8% ao mês. Substituindo esse monte de letra aqui por
números a gente tem que a prestação (pmt) que a gente quer encontrar
é igual a R$ 100.000,00, que é esse valor presente
aí vezes 1+i, que é a taxa de juros, né? 0,8% quer dizer o que? A gente falou também
no segundo vídeo do canal, né? Que é 0,8 / 100 Então, esse (i) aqui vai ser 0,008 Elevado a 360 meses, parcelas, né? Elevado a 360 x i, 0,008 dividido pela mesma
coisa aqui 0,008 elevado a 360 – 1 Isso daqui vai dar: R$ 100.000 x ((17,61 x 0,008) / (17,61 – 1)) Sou gênio da matemática? NÃO!
Eu estou utilizando uma colinha Agora vamos isso daqui dá R$ 100.000,00 x 0,14 / 16,61 E a gente tem uma aproximação aqui desse
resultado todo: R$ 843,00 O que que é isso quer dizer? Quer dizer que a primeira prestação: R$
843,00 E a prestação de número 360? R$ 843,00 E a centésima a prestação? R$ 843,00 Todas as parcelas terão o valor de R$ 843,00 Ou seja, nesse tipo de empréstimo de R$ 100.000,00,
em 30 anos, 10% ao ano, com a prestação de R$ 843,00 a pessoa pagaria: R$ 843,00 x 360 = R$ 303.480,00
Pegando R$ 100.000,00 de empréstimo E esses R$ 200.000,00 de diferença é o que? É o preço da ansiedade, são juros. Não precisa ser nenhum PhD em matemática
para entender que a pessoa louca que pega esse tipo de empréstimo vai trabalhar mais
para pagar juros do que para pagar o próprio empréstimo! Então ela tá voluntariamente, como eu sempre
costumo dizer, doando sangue para o Drácula. E como calcular o detalhamento da prestação? A primeira coisa que a gente vai fazer é
calcular os juros. Para isso é simples: o juros da primeira
prestação vai ser igual ao valor R$ 100.000,00 x 0,008 (a taxa, 0,8% = 0,8/100) Isso daqui dá R$ 800,00 de juros da primeira
prestação. E quanto que vai ser amortização? A amortização (ti-za-ção) é igual a Amortização = Prestação – Juros Isso daqui que a gente calculou os juros da
primeira prestação Ou seja, não sei se você já conseguiu enxergar
isso daí mas a amortização da primeira parcela é R$ 843,00 – R$ 800,00 = R$ 43,00 Eu não sei se você conseguiu entender, mas
a primeira prestação R$ 800,00 de uma prestação de R$ 843,00
vão ser de juros juros j-u-r-o-s E R$ 43,00 de amortização. E a segunda prestação? Simples Bom, eu vou calcular agora o valor de juros
da segunda prestação. Então qual o saldo devedor?
Qual o saldo devedor? R$ 100.000,00 – R$ 843,00? A gente sabe que não. O saldo devedor é
esse saldo aqui de R$ 100.000 – R$ 43,00 Então, a parcela 2
detalhamento aqui… Saldo devedor= R$ 100.000,00 – R$ 43,00 Juros… Isso daqui dá o que? R$ 99.900 e quanto? 67… 67, não! 57, correto? Juros = R$ 99.957,00 x 0,008 Eu sei que isso daqui não sei exatamente
não, mas pega a tua calculadora, vai dar pouco mais de R$ 799,00 de juros. Dá ainda mais! Tem uns centavos ainda… E a amortização? Preciso fazer ou você já entendeu como funciona
a tabela Price? Ou seja, toda vez que você vir PRICE na sua
frente, você trate contratar um bom exorcista . E o gráfico desse pacto com o troço ruim
tende a ser assim A prestação constante os juros caindo ao longo do tempo e as amortizações subindo ao longo do tempo Só para dar um dado de um drama de tantas
pessoas que utilizam o sistema Price. Lembra que eu falei no início do vídeo que
ela é bem utilizada no financiamento de veículos? Em 2018, de acordo com o Banco Central, 102,9 BILHÕES de reais foram tomados emprestados
por pessoas físicas para financiamento de carros. Imagina tudo isso jogado nesse sistema Price E respondendo a pergunta lá do início do
vídeo: Por que algumas pessoas são obrigadas a tomar
um empréstimo por Price e não conseguem pegar o mesmo empréstimo por SAC? Algumas leis protegem o consumidor de comprometer
mais de 30% ou 35% da sua renda em financiamentos E aí vamos dar um exemplo aqui: vamos supor que Antônio Ansioso Silva Doador
de Sangue tome um empréstimo de R$ 100.000,00 por 30
anos a 10% de juros ao ano e ele receba de salário R$ 3.000,00 Se eu colocar 30% disso vai dar R$ 900,00 É o máximo permitido por lei que ele pode
comprometer para pagar parcelas de financiamentos. Então, pegando esse exemplo, a gente consegue
entender que se ele utilizar a tabela Price ele vai conseguir pegar esse tipo de financiamento porque a prestação é de R$ 843,00 e ele
pode comprometer R$ 900,00 ou seja, até R$ 900,00 Então, como é menor ele vai poder pegar
tranquilamente esse financiamento. Entretanto, se você lembra do vídeo da semana
passada, a primeira prestação no sistema SAC é maior
do que R$ 900,00 até maior do que R$ 1000,00 então, aí, ele não vai conseguir pegar
esse tipo de financiamento utilizando a tabela SAC Entretanto, é bom lembrar que no vídeo quando
a gente falou lá de sistema de financiamento, SBPE, SFH, etc também a lei, principalmente na questão
do Pró-cotista e do SFH permite um financiamento de até 90% do imóvel
caso se utilize a tabela SAC Se utilizar qualquer outro tipo de cálculo,
né, que aí aqui no Brasil a gente vai acabar caindo no Price ele vai ter que dar 20% de entrada e financiar
no máximo 80%. Então a gente tem uma jogada, né? O Price, ele consegue pegar nesse exemplo
porque a prestação é menor do que ele pode comprometer da renda Ok, passou. Mas ele vai ter que dar, se ele utilizar SFH
ou pró-cotista FGTS, 20% de entrada do valor do imóvel e financiar
os 80% Falando em lei, há uma discussão sobre a
ilegalidade da tabela Price. De acordo com vários argumentos, o uso da
tabela Price é ilegal porque há anatocismo, ou seja, juros sobre juros o que iria contra a lei 22.626 de 1933 (quase
errei o ano aqui) O STJ, em fevereiro deste ano, manteve a permissão
do uso da tabela Price Eu vou deixar um link aqui na descrição
sobre toda essa discussão para você entender o aspecto jurídico Mas, mais uma vez, a gente vê como que a
justiça acaba sendo conivente aí com o sistema bancário que cobra juros, que observando a lei nua
e crua, são ilegais O que você precisa saber que toda vez que
você pegar um empréstimo você vai ser um PRIsioneiro CErto do sistema bancário. Afinal, a gente tem aqui no Brasil o segundo
maior spread bancário do mundo. Eu vou deixar disponível gratuitamente uma
planilha para você digitar o valor, o prazo, os juros e você observar que tipo de financiamento
vale mais a pena. O link vai ficar aqui na descrição. Mas eu já antecipo: nenhum tipo de financiamento
vale a pena. Aprendeu alguma coisa nova com esse vídeo? Então curta e compartilhe com as pessoas
que você gosta E chame-as para estar também junto conosco
no canal e vamos juntos partir rumo à riqueza. Um abraço e #partiuserrico

Palavras ou termos relacionados a sua pesquisa?

alfabetização financeira, dinheiro, educação financeira, finanças, maykopetersen, mayko petersen, riqueza, #partiuserrico, partiuserrico, partiuserico, partiu ser rico, ptbr, português, o que é tabela price, sistema price, financiamento, tabela sac ou price, comparativo sac e price, saf sistema de amortização francês, financiamento com prestações fixas, fórmula da tabela price, como funciona a tabela price, juros compostos, cálculo de juros, sistema de amortização crescente, amortização

Você vai gostar também:

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade